Número total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Geossitios em Portugal

Moreia lateral no Vale do Compadre (Parque Nacional da Peneda-Gerês). Um dos mais evidentes vestígios da actividade glaciária em Portugal, sendo um dos geossítios de relevância nacional.
Complexo metamórfico da Foz do Douro (Porto). Geossítio de importância nacional integrado no Percurso Geológico da Foz do Douro, uma iniciativa da Câmara Municipal do Porto
Furnas, Ilha de S.Miguel (Açores). Um dos geossítios representativos do vulcanismo açoreano, considerado de relevância internacional.
Pegadas de dinossauros da pedreira do Galinha (Vila Nova de Ourém). Geossítio classificado como Monumento Natural onde ocorrem diversos trilhos de pegadas com grande extensão.
Ponta de São Lourenço, Ilha da Madeira. Um verdadeiro santuário geológico na parte oriental da ilha onde esta área de interesse vulcânico integra diversos pontos de valor científico, educativo e estético. Nesta arriba, estão bem expostos filões verticais por onde ascendeu a lava que alimentou antigos vulcões, entretanto erodidos.
Vulcão dos Capelinhos, Ilha do Faial, Açores. Há pouco mais de 50 anos, a última grande erupção vulcânica em território português deu origem a uma fantástica "paisagem lunar", sempre em evolução em resultado de uma intensa erosão natural.
Monsanto, Idanha-a-Nova. Situado em pleno Geoparque Naturtejo, o "inselberg" granítico de Monsanto é um dos mais representativos deste tipo de feição geomorfológica em Portugal.
São João das Arribas, Miranda do Douro. O rio Douro no seu sector fronteiriço está profundamente encaixado na superfície aplanada – Meseta Ibérica – bem conservada nesta região, gerando o mais notável canhão fluvial em Portugal.
Pedras Parideiras, Arouca. Em pleno Geoparque Arouca, ocorre este fenómeno único em Portugal e raro no Mundo. Abundantes nódulos negros, de 1 a 12 cm de diâmetro, revestidos por biotite e com um núcleo de quartzo e feldspato, "nascem" do granito.
Ponta do Telheiro, Vila do Bispo. Um dos mais importantes geossítios de Portugal, onde se pode observar a discordância entre os xistos dobrados do Carbónico Inferior e as camadas horizontais de arenitos e argilas do Triásico. Aqui ficam algumas ideias para se visita o nosso pais.

6 comentários:

  1. Olá Guilherme. Gostei da apresentação dos geossítios portugueses. Apesar de não ser desta área, tenho muito interesse pela geologia. Parabéns e um abraço!

    ResponderEliminar
  2. és feiooooooooooooooooo , beijão <3

    ResponderEliminar
  3. não gostei , kissão <3

    ResponderEliminar
  4. muito mal. a terra (...) novo supercontinente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito bem.
      isso de novo supercontinente é errado.

      Eliminar